terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Festa do tartufo em San Miniato

San Miniato conquistou um lugar na rede internacional Slowcity (cidades voltadas ao respeito das tradições e excelência do território mesmo em face à modernização) -  http://www.cittaslow.org/.  O tempo por lá passa diferente. Calma é a palavra de ordem e só assim se aprecia as maravilhas que ela tem para oferecer. E foi com esse espírito que fomos conhecer a Sagra do Tartufo - (Trufas que eu vou continuar chamando aqui de tartufo, tá?)

O tartufo é um tubérculo, uma espécie de fungo que não brota, mas completa o ciclo vital debaixo da terra. Existem várias espécies: scorzone - marzuolo - invernal - nero liso - nero e branco, esses dois últimos são os mais conhecidos e o branco o mais apreciado e caro. Imaginem que pode custar mais de € 10,000 / Kg! 
O ano de 2014 foi especialmente bom para a sua colheita, por isso o preço baixou um pouco: o branco foi vendido em torno de € 3,800/kg  e o nero em torno de € 900,00/Kg. O período de colheita do "Tuber Magnatum Pico" ou tartufo branco vai de  21 de setembro à 31 de janeiro. 

Quem tem interesse em "procurar" tartufo tem que tirar uma carteirinha e pagar uma taxa anual. Além disso existem regras: é preciso respeitar o calendário de colheita referente a cada espécie e que varia de região à região. É indispensável a ajuda de um cão para farejar os tartufos, que devem ser removidos com uma pá especial de modo a deixar o terreno bem arrumado para que outro possa se formar. 

A história conta da presença do tartufo desde 1.700-1.600 a.C. Na idade média se definia o aroma do tartufo como uma espécie de "Quinta essência" que sintetiza a satisfação dos sentidos e representa  um prazer superior. E eu estou completamente de acordo com essa definição. Não dá para explicar... se me perguntam, "tem gosto de que?", respondo: de gás, mas não é simples assim! Do tartufo não se conta... se experimenta! 

Subindo a colina já avistamos o casario e a Torre de Federico II - A cidade tem uma história incrível, vou preparar um outro post contanto tudo, mas hoje vamos falar de tartufos... 

San Miniato prepara a cada final de semana dos meses de novembro e dezembro uma festa com temas diferentes. A nossa no final de semana de 15 e 16 de novembro foi "O tartufo branco de San Miniato encontra a cozinha francesa de Napoleão". Chegamos um pouco tarde e não vimos a "chegada" de Napoleão e sua tropa na cidade... que pena! Simplesmente adorooo a importância que os europeus dão à sua história e como fazem com que ela seja sempre lembrada, mesmo num evento gastronômico. Isso me apaixona!

Descemos da "navetta" que é o ônibus que dos estacionamentos leva os visitantes ao centro histórico (a organização é perfeita!!!) e já sentimos o aroma maravilhoso de tartufo. PURO DELEITE !!!  Muitos stands, degustações por toda a parte: vinho, chocolate, biscoitos, queijos, embutidos, azeites e tartufo de todas as formas: na mortadela, nos queijos, no azeite, na manteiga... fiquei impressionada com a combinação do tartufo branco com queijo gorgonzola.. e não é que deu certo???  

Resumo do dia: Concordo ainda mais com a definição acima.... o tartufo é um prazer superior ! Na cidade alguns stands com delícias de outras regiões como os doces da Sicília e as pimentas da Calábria: Fortes emoções !  Final de semana decididamente de alto nível gastronômico! Prá fechar com chave de ouro um maravilhoso risoto ao tartufo no restaurante Accademia degli Affidati - em Piazza Bonaparte, 5 - San Miniato - http://www.ristorantedegliaffidati.it/ - tel: 0571-419842, que eu super recomendo!

ATENÇÃO - ATENÇÃO- Existem duas cidades que se chamam San Miniato na Toscana - essa que visitei fica na província de Pisa, portanto no GPS San Miniato (PI) e a outra na província de Siena.




O caminho do paraíso

 O casario 

 A vista maravilhosa

 A Torre Federico II

Vista da igreja Santíssimo Crucifixo

O Seminário Episcopal e os Stands da mostra do tartufo

O rei da festa e....
 ... seus convidados: queijos

 Conservas

 mais conservas

 Doces e "Vin Santo" - Vinho doce

 As pimentas maravilhosas da Calábria - Fortes emoções - de comer chorando

 Olivas da Toscana

 A Porchetta... Carne de porco deliciosa

 Mortadela ao tartufo

 Vinhos

 Azeites 

 Quanto???

 O maior tartufo da mostra foi encontrado no dia em que estávamos lá

 Mais Olivas


pão italiano
 Pão e salame

frutas secas
 Frutas secas

brunello di montalcino
 E não podia faltar ele: O Brunello de Montalcino - melhor vinho tinto do mundo
risoto com trufas
Risoto ao tartufo....indescritível !
Fotos: Buongiorno Itália!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Festa da castanha

Outono na Itália é a estação das castanhas: festas gastronômicas, mercadinhos, passeios, encontros, tudo dedicado à fruta que é bem diferente da nossa castanha de caju. 

O período de colheita vai do final de setembro a meados de novembro nos bosques acima de 500 mt de altitude onde é mais abundante. Cozida, assada ou ainda transformada em farinha festeja a última colheita antes da chegada do inverno. É muito comum as pessoas te convidarem para ir colher castanhas ou reunirem os amigos para comê-las.

Fomos conferir uma festa, por aqui chamada de "sagra",  num vilarejo pertinho de Lucca, Colognora di Pescaglia. Esse vilarejo fundado no II século a.C, cercado por bosques de castanha é tão lindo que roubou a cena. Colognora está a 585m acima do nível do mar e tem  64, isso mesmo, 64 habitantes! Foi cenário do filme de Spike Lee - "Milagre em Santa Anna" - 2009 e conta com o Museu da castanha - http://www.museodelcastagno.it/index.php

Ficamos encantados com as suas casas de pedra, suas ruelas e com a exuberância dos bosques ao redor. 

colinas toscanas
A vista dos bosques  - Foto: Buongiorno Itália

colinas toscanas
 As minhas duas castanholas - Foto: Buongiorno Itália


tuscany
 Igreja de Santa Catarina e São Miguel - Foto: Buongiorno Itália


museu da castanha toscana
Pelas ruelas de Colognora
Fotos: www.museodelcastagno.it


toscana
Fotos: www.museodelcastagno.it


fontana italiana
Fotos: www.museodelcastagno.it

oratorio italiano
Fotos: www.museodelcastagno.it


castanhas assadas
Castanhas assadas

torta de castanhas
As iguarias  deliciosas e calóoooooricas !

castanhas in natura
Castanhas in natura, não são lindas?

museu da castanha
 Museu da Castanha de Colognora
Fotos: www.museodelcastagno.it


museu da castanha
Fotos: www.museodelcastagno.it

colinas toscanas
Eu quero uma casa no campo... em Colognora ! Poderia ser essa daí ! - Foto: Buongiorno Itália


As festas mais conhecidas dedicadas às castanhas:

Lana (Bolzano)Festa della Castagna
Montella (Avellino), Sagra della Castagna IGP*
Sant'Agata di Esaro (Cosenza), Sagra della Castagna
Viterbo,  Festa della Castagna della Tuscia
Foiana (Bolzano), Festa della castagna
Combai (Treviso),  Festa dei marroni***
Savelli (Crotone), Sagra della castagna della Sila
Vitulano (Benevento),  Sagra della castagna
Riofreddo (Roma),  Polenta e Castagne
Sant'Antonio Abate (Napoli), DiVin Castagne
Miglianico (Chieti), Festa del vino novello e delle castagne
San Donato di Ninea (Cosenza), Festa d'autunno
San Zeno di Montagna (Verona), Festa del Marrone DOP**

* IGP = Indicação Geográfica Protegida - é uma denominação de origem que vem atribuída aos produtos agrícolas e alimentares para os quais uma determinada qualidade, a reputação ou alguma outra característica dependa da sua origem geográfica. Para se obter a denominação IGP é necessário que pelo menos uma das fases - Produção, transformação e/ou elaboração do produto ocorra num determinado ambiente geográfico.

** DOP = Denominação de Origem Protegida - é uma marca de tutela jurídica atribuída aos alimentos cujas peculiares características qualitativas dependam essencial ou exclusivamente do território onde são produzidos. Nesse caso o território compreende seja fatores naturais como clima e características ambientais, seja fatores humanos como técnicas passadas de geração à geração, modo artesanal de trabalhar, e savoir-faire que combinados consentem a obtenção de um produto inimitável fora daquele ambiente.


*** Na região do Veneto a castanha é chamada Marrone - acho que aí tem uma influência francesa - Marron e Marron glacé (castanha caramelizada)

domingo, 14 de dezembro de 2014

A NOSSA TOSCANA

A nossa região é a TOSCANA, escolhida pelo seu clima ameno, suas paisagens de tirar o fôlego, sua comida maravilhosa e porque o universo conspirou para que viéssemos prá cá, disso não tenho a menor dúvida!

São dez as províncias que formam a Toscana:  Florença - a capital - Massa Carrara (do famoso mármore branco) - Pisa - Prato - Pistoia - Livorno - Arezzo - Siena - Grosseto e Lucca onde moramos.

Mais 7 ilhas que completam o seu território:  Gorgogna - Capraia - Elba - Pianosa - Monte Cristo - Giglio (onde o cap. Schettinio afundou o Costa Concórdia) - Giannutri.

Povoada desde o período paleolítico, por aqui passaram os Villanovianos,  as tribos da Ligúria,  os Umbros e os Etruscos, um povo de origem misteriosa que deu o nome à região (Etruria - Tuscia para os romanos, sucessivamente Tuscania e Toscana) que construíram estradas (algumas, bem conservadas até hoje), grandes cidades e dominaram a região até serem derrotados pelos Romanos que fundaram a cidade de Florença. Com a queda do império romano, a Toscana foi dominada pelos bizantinos e depois pelos Longobardos que a transformaram  no Ducado de Lucca. Com a conquista de outras regiões o Ducado de Lucca se transformou no Gran Ducado da Toscana. Na Idade Média foi a família Médici a dominar a região até o século XVIII quando perdeu o poder para a família dos Lorena. O Gran Ducato da Toscana foi dos primeiros territórios a se unir ao Reino da Sardenha para formar o Reino da Itália.

São Toscanos: Dante Alighieri (Florença) - Giotto (Colle di Vespignano) - Giacomo Puccini (Lucca) - Botticelli (Florença)- Donatello (Florença) - Bruneleschi  (Florença) - Galileo Galilei (Pisa, Andrea Bocelli (Lajatico) e o personagem PINOCCHIO.

Não posso esquecer do adorável Roberto Benigni, dos maravilhosos filmes: La vita é bella - Il piccolo diavolo - Johnny Stecchino .... Adoro Benigni!

Mas o que de imediato me faz pensar na Toscana são os Ciprestes e os rolos de feno espalhados pelos campos... AMOOO!



oliveira toscana
Foto: Buongiorno Itália

toscana
Foto: Buongiorno Itália



tuscany cipress
Foto: Buongiorno Itália


colinas toscanas




Foto: Buongiorno Itália


sexta-feira, 21 de novembro de 2014

THAT'S ITALIA!

A Itália sempre povoou os meus sonhos! Tive a sorte de morar cinco anos por aqui nos anos 90 e essa experiência mudou a minha vida! Agora me sinto mais privilegiada ainda por ter tido a oportunidade de trazer a minha família para viver um sonho italiano, na Toscana!

A Itália é um país da comunidade europeia, com 61 milhões de habitantes, que faz fronteira com a Suíça, Aústria, França e Eslovênia. É uma península formada por 20 regiões, sendo duas delas, ilhas.
1) Valle D'Aosta: capital Aosta
2) Piemonte: capital  Torino
3) Lombardia: capital Milão
4) Trentino Alto Adige: capital Bolzano
5) Veneto: capital Veneza
6) Friuli Venezia Giulia:  capital Trieste
7) Liguria: capital Genova
8) Emiglia Romagna: capital Bolonha
9) Toscana: capital Florença
10) Marche: capital Ancona
11) Umbria: capital Perugia
12) Lazio: Roma - que também é a capital da República Italiana
13) Abruzzo: capital L'Aquila
14) Campania: capital Napoli
15) Molise: capital Campobasso
16) Puglia: capital Bari
17) Basilicata: capital Potenza
18) Calabria: capital Catanzaro
Mais as duas ilhas:
19) Sicília: capital Palermo
20) Sardenha: capital Cagliari

Cada região se subdivide em províncias que por sua vez se subdividem em comunas.

Mas nem sempre foi assim! Imaginem que o Reino da Itália, uma monarquia constitucional, surgiu em 1861 da unificação dos seguintes estados:
         - Reino das Duas Sicílias;
         - Estado Pontifício;
         - Gran Ducato de Toscana e Ducato de Lucca;
         - Ducato di Modena;
         - Ducato de Parma;
         - Reino Lombardo-Veneto;
    -Reino da Sardenha que compreendia Piemonte, Liguria, Sardenha, Savoia, Nice e o Principado di Monaco;
         
Teve como reis:  Vittorio Emanuele II (que era o rei do Reino da Sardenha) - Umberto I - Vittorio Emanuele III e Umberto II.

Daí a riqueza cultural desse maravilhoso país, que passou a se chamar República Italiana em 1946. Uma república parlamentar cujo presidente atual é Giorgio Napoletano e tem o Primeiro Ministro mais jovem da sua história empossado em fevereiro de 2014 - Matteo Renzi - Toscano - ex-prefeito de  Florença.

Atualização I: Em 31 de janeiro de 2015 a Itália elegeu Sérgio Mattarella como presidente. Falei disso Aqui!

Atualização II: Em 2018 após a coalisão entre o Movimento 5 Stelle e a Liga, Giuseppe Conte foi eleito primeiro-ministro italiano.


bandeira reino italia
Foto:www.comprarbandeiras.pt
Bandeira do Reino da Itália (1861 - 1946)

bandeira italiana
Foto:www.culturaeviagem.wordpress.com
 Bandeira da República Italiana